Peeling a Laser

Home » Peeling a Laser
Dr. André Colaneri

Cirurgia Plástica
Dr. André Colaneri

Tramento Facial

Peeling Facial a LASER DE CO2 FRACIONADO

O envelhecimento da pele é devido à mudanças em sua estrutura, que ocorrem com o passar do tempo e podem ser aceleradas por fatores externos, como sol, cigarro, doenças, stress, etc.

Entre as alterações mais significativas estão a perda da hidratação, o afinamento da derme (camada mais profunda), o espessamento da epiderme (camada mais superficial), a perda de elasticidade e da quantidade de colágeno. Tudo isso associado faz a pele ficar com a aparência enrugada, flácida e fina.

peeling é um tratamento que consiste em desbastar as camadas da pele, proporcionando uma regeneração controlada, revitalizando-a. Os peelings podem ser classificados conforme a profundidade em que atingem na pele, ou seja, conforme as camadas que lesam e regeneram.

Os peelings superficiais atingem apenas a epiderme, primeira camada. Por serem menos agressivos, proporcionam uma leve descamação e recuperação rápida. São melhor indicados para tratar manchas muito superficiais e para melhorar a textura da pele. Porém, por não atingirem a derme (camada profunda onde há maior acumulo de colágeno), não proporcionam melhora em termos de flacidez e marcas mais profundas, como rugas ou manchas.

Peeling a Laser

Os peelings médios e profundos, atingem a derme, causando maior remodelação da pele, com aumento da produção de colágeno, reorientação das fibras de colágeno, retração da pele, melhora de manchas mais profundas.

img-01

Quanto mais profundo o peeling, maior o dano à pele e consequentemente maior remodelação e retração da mesma. Porém, uma dano maior também traz um maior risco de complicações, como manchas e cicatrizes – principalmente em peles mais escuras. Portanto, eles são mais seguros se realizados em pacientes com pele clara (tipos I a III de Fitzpatrick – veja Box abaixo).

peeling a Laser de CO2 Fracionado, é um peeling profundo, aprimorado a partir do antigo peeling conhecido como Ressurfacing. A grande evolução do método foi fracionar a aplicação do laser de CO2, que antes era continua (atingia toda a pele, como um scanner), e hoje atinge de maneira interrupta (como uma luz através de uma peneira). Por não queimar toda a superfície da pele e deixar pequenos fragmentos de pele íntegra, a recuperação é muito mais rápida e as complicações infreqüentes, apesar de proporcionar resultados muito satisfatórios.

É indicado para flacidez, manchas, rugas superficiais, seqüelas de acne, estrias.

A aplicação é dolorosa e pode ser realizada com anestesia tópica (cremes) ou associada à leve sedação. Dura em média 20 minutos.

Imediatamente após a aplicação a pele fica levemente avermelhada e não apresenta dor. Inclusive, não é comum a ter dor em nenhuma fase da recuperação. Um leve ardor pode ocorrer esporadicamente.

No segundo dia pós-peeling é quando aparecem mais evidentes as reações ao dano causado pelo laser de CO2 fracionado: a vermelhidão torna-se mais intensa e o inchaço é comum. É o pior dia da recuperação. Para minimizar estas alterações é indicado fazer compressas geladas na área no dia da aplicação e tb neste segundo dia. Felizmente não costuma doer.

A pele aos poucos vai se tornando ressecada e surgem pequenas crostas nos locais da penetração do laser. O uso de hidratantes especiais é muito importante para reduzir a sensação de ressecamento, ardor se presente e favorecer a regeneração. Depois de 3 a 4 dias ocorre a descamação das minúsculas crostas, a pele regenera e vai aos poucos reduzindo a vermelhidão, agora bem menos intensa.

Peeling a Laser

Com a descamação, a pele passa a apresentar uma textura mais macia, com menos manchas, mais lisa. Com a produção e reorganização do colágeno (que perdura por alguns meses), a pele retrai e a flacidez é reduzida. Nova aplicação pode ser realizada depois de 30 a 60 dias, caso indicado para aprimorar ainda mais o resultado já obtido.

É fundamental o uso de protetor solar fator 40 ou mais, no mínimo 2 vezes ao dia, além de evitar exposição contínua ao sol. Cremes clareadores podem ser usados, conforme necessidade. Pacientes que apresentam herpes labial devem fazer uso de medicamento antes e depois, para evitar o aparecimento das lesões.

Como qualquer procedimento medico, a aplicação do laser de CO2 fracionado deve ser realizado por medico especialista e capacitado, para maximizar os resultados e minimizar os riscos.

Dr. André G. Freitas Colaneri
Especialista pela sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

img-02