Rinoplastia em Narizes Negróides

Home » Rinoplastia em Narizes Negróides
Dr. André Colaneri

Cirurgia Plástica
Dr. André Colaneri

Rinoplastia em Narizes Negróides.

Uma das grandes dificuldades dos cirurgiões plásticos é enfrentar uma rinoplastia em narizes negroides. Quero dizer, fazer cirurgia plastica estética em nariz de pacientes negros.

Os negros, assim como os asiáticos (japoneses, coreanos, chineses), têm um nariz geralmente de pele espessa, baixos e largos. Como o nariz esteticamente aceito como bonito nos dias atuais é alto, fino e com ponta delicada, estas etnias apresentam um grande desafio ao cirurgião plástico.

O cirurgião plástico, apesar de ter no arsenal inúmeras técnicas e recursos, sempre fica preso ao material que o paciente disponibiliza… Não podemos trocar o osso, a pele e as cartilagens, infelizmente.

Nestes casos, para conseguir levantar e afinar o nariz, é preciso adicionar material para suspende-lo. São colocados enxertos de cartilagens na ponta e dorso do nariz. Geralmente são usadas cartilagens do proprio paciente (so septo nasal, das orelhas e até das costelas). Até osso pode ser usado…

O problema é que por ser o nariz baixo, o septo (parte de cartilagem que separa as suas entradas do nariz), é pequeno, e disponibiliza pouco material, insuficiente para dar altura ao nariz. As cartilagens das orelhas são curvas e não propiciam enxertos de cartilagem retos, para colocar no dorso do nariz e ganhar altura. Já as cartilagens das costelas dão volume abundante, mas além de deixar uma cicatriz no tórax costumam distorcer com o tempo, podendo entortar o nariz com o passar dos anos.

Então no existe solução? Por muito tempo ficou mesmo difícil conseguir bons resultados. Hoje, felizmente, tem ganhado terreno o uso do polietileno poroso (Porex). É um material biocompativel, bem tolerado pelo organismo e já muito usado em próteses de mento (queixo), malar, mandíbula, etc. A peça usada no nariz é modelável, podendo ser ajustada à forma do nariz, auxilia na projeção do dorso nasal, dando altura e afinando o nariz. A ponta porém, deve ser modelada com enxerto de cartilagem ainda, pois por ser um material rígido, o Porex não se adapta tão bem às estruturas moles como a ponta do nariz.

Com o uso do polietileno poroso, a rinoplastia em negros e asiáticos saltou de padrão. Apesar da pele se manter espessa, conseguiu-se uma melhor definição da forma do nariz e manutenção do resultado, dificilmente obtido apenas com material do próprio paciente.

Dr. André Gonçalves de Freitas Colaneri
Cirurgião Plástico Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica