Cirugia Estética

Cirugia Estética

Cirurgia Plástica - Artigos Cirurgia Plástica - Artigos


Artigos

Voltar para Medicinas Estéticas

Cirurgia Plastica na Terceira Idade

     Quais os riscos?

    Sempre me perguntam qual a idade ideal para fazer uma cirurgia plástica. Apesar do assunto cirurgia plástica parecer um tema pequeno, a variedade das cirurgias existentes faz com que o tema se torne extremamente amplo. Poderíamos dividir as cirurgias didaticamente em faixas etárias.

     As cirurgias plásticas mais procuradas pelos jovens, antes da gravidez, costumam ser a lipoaspiração e a prótese de mama.

     Depois dos 30 a 40 anos é freqüente a procura pela mamoplastia e abdominoplastia (associada ou não a lipo), para corrigir as seqüelas das gestações.
Após os 45 anos, quando o envelhecimento facial já é evidente, a cirurgia das pálpebras é freqüente. O lifting facial é mais procurado em torno dos 50 anos ou mais.

     Como o nosso foco é a terceira idade, ou seja, depois dos 60 anos, podemos inferir que a ritidoplastia (associação da cirurgia das pálpebras e lifting facial) seja a mais procurada. Isso se deve ao freqüente envelhecimento facial característico da idade. Por outro lado, pacientes que se incomodavam com alguma outra parte do corpo, como abdômen e mamas, provavelmente já fizeram as cirurgias quando mais jovens e dificilmente procurarão depois de tanto tempo a correção.

     Como em toda cirurgia plástica, nossa primeira preocupação é sempre a segurança. Ela só deve ser realizada com um risco mínimo, checado pela historia clinica e exames. A idade importa menos. Já operei uma paciente de 80 anos, com histórico familiar de longevidade de 96 anos, com saúde excelente, todos os exames normais e me dizendo "Dr. não quero viver mais 15 anos assim...". Por outro lado, já deixei de operar pacientes de 45 anos hipertensos, fumantes com problemas cárdicos.

     A grande vantagem da cirurgia plástica sobre as outras cirurgias é que ela não precisa ser feita... Ou seja, diferentemente de um câncer que precisa ser retirado logo, uma apendicite que precisa ser operada de urgência, a cirurgia plástica pode sempre esperar. Isso faz que seja possível operar apenas no menor risco possível: se o paciente estiver com a pressão alta, fará o controlo antes. Se a tireóide estiver com problemas, tomará medicamentos até os exames estiverem normais, etc. Isso minimiza o riscos associados à cirurgia, tornando a cirurgia plástica a mais segura entre todas as especialidades cirúrgicas.

     Tendo o paciente saúde, risco mínimo e podendo a cirurgia ajudar a melhorar o que incomoda, a cirurgia poderá ser realizada. Logicamente que os exames em pacientes na 3 idade são mais minunciosos, extensos, e a avaliação cardiológica é importante.

Dr. André Gonçalves de Freitas Colaneri
Cirurgião Plástico Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica